Página Inicial
Notícias
Opinião
Autarquias
Documentos
Foto Galeria
BEja no Facebook
Newsletters
Newsletter do BEja






Adere ao Bloco
Adere ao Bloco 
Sites do Bloco
Site do BE
Site do Grupo Parlamentar
Site do Grupo Parlamentar Europeu
Site do BE nas Autarquias

20 de Março PDF Imprimir e-mail
27-Mar-2010

Alberto MatosAo iniciar a escrita da primeira crónica no “Correio Alentejo”, no último dia deste Inverno chuvoso, dou-me conta que se completam hoje sete anos sobre a invasão do Iraque, esse crime longamente premeditado por Bush & Blair, com pré-aviso oficial na cimeira da mentira nos Açores.

Ler mais...
 
Municípios põem em causa monopólio da Águas de Portugal PDF Imprimir e-mail
22-Nov-2008

Fernando Ruas defende que cada município é livre e "saberá a quem se quer associar e em que condições".

 

A proposta da empresa Águas de Portugal para resolver os problemas de abastecimento de água de norte a sul com um sistema integrado, desde a captação até à torneira do consumidor, conta com a oposição do presidente da Associação de Municípios do Algarve (AMAL), Macário Correia, por achar que se trata de "um monopólio" que se vai traduzir em "mais custos para os cidadãos".

Texto: “Público”, 20.11.2008, Idálio Revez

 

 

 
A INDIGNAÇÃO DOS PROFESSORES PDF Imprimir e-mail
16-Mar-2008

As escolas estão em polvorosa. Os professores estão indignados e, em conformidade, manifestam-se duma forma nunca vista. Algo de muito grave tem de estar a acontecer para que docentes não sindicalizados, normalmente afastados de disputas políticas ou sociais, venham agora para a rua dizer em alto e bom som que estão fartos das políticas educativas de Sócrates e da sua ministra Maria de Lurdes Rodrigues. E o que neste momento está a acontecer é a tentativa do Governo impor um sistema de avaliação de professores que, numa análise muito sumária, padece de três grandes males, a saber: Foi lançado de forma trapalhona; Apresenta uma calendarização de implementação impossível de cumprir e não visa melhorar a qualidade do ensino e premiar os melhores professores, mas tão só evitar, independentemente do mérito de cada um, que cerca de dois terços dos docentes alcancem o topo da carreira.

Ler mais...
 
Mais democracia, precisa-se PDF Imprimir e-mail
28-Fev-2008
constantino_picarra.jpgOs caminhos da democracia portuguesa, conquistada na rua pelo povo português nos meses a seguir ao golpe de Estado de 25 de Abril de 1974, têm tido muitas curvas e contracurvas. De facto, raras foram as ocasiões em que a democracia económica e social acompanhou a democracia política. Resultado: o regime democratizou-se na forma, mas oligarquizou-se na substância com diferenças cada vez mais gritantes entre privilegiados e não privilegiados. Nunca como hoje as assimetrias entre ricos e pobres foram tão marcadas na sociedade portuguesa.
Ler mais...
 
O fim da escola democrática PDF Imprimir e-mail
17-Jan-2008

No seguimento das suas políticas de esvaziamento do funcionamento democrático das escolas, o Governo colocou recentemente à discussão pública um projecto de Decreto-Lei sobre a futura “governação” dos estabelecimentos de ensino que, a entrar em vigor tal como está, representa o fim da gestão democrática na escola pública portuguesa, uma conquista de professores, alunos e funcionários no período subsequente ao golpe militar de 25 de Abril de 1974.

Ler mais...
 
Tiro pela Culatra? PDF Imprimir e-mail
18-Dez-2007
Por ironia dum destino cruel, Paulo Portas já não é ministro do Mar nem da Defesa. Em 2002, um milagre de Fátima tirou-lhe a hipótese de combater a maré negra do Prestige; em 2004, deu uma amostra da sua raça ao enviar a Marinha contra o barco das Women on Waves – ganhou a “batalha naval” mas perdeu a guerra no referendo ao aborto, o acontecimento deste ano de 2007. E ontem perdeu a oportunidade histórica de demonstrar todo o seu génio militar no combate aos 23 mouros que invadiram a Culatra, oriundos de Marrocos – qual quinta-coluna dos infiéis, projectando a reconquista da Península para aqui restaurar o Al-Andaluz… e o Al-Gharb.
Ler mais...
 
Um fim-de-semana de silêncio, mentira e hipocrisia PDF Imprimir e-mail
15-Dez-2007

O discurso da humanidade, da solidariedade e da generosidade para com África, que não deixará de ser feito, é a areia fina com que sempre nos tentam toldar a visão, ou seja, o entendimento.

No passado fim-de-semana reuniu-se em Lisboa a cimeira União Europeia (UE) - África. Nas televisões vi e ouvi representantes do governo português contentes e felizes pela iniciativa, uma vitória da diplomacia portuguesa, diziam. Nas televisões e nas rádios ouvi falar na nova era nas relações UE-África e nos chamados "Acordos de Parceria Económica".

No passado fim-de-semana ouvi falar de muita coisa, mas não do que era fundamental e urgente ouvir falar. Ouvi referir a limpeza étnica no Darfur (noroeste do Sudão), mas nada ouvi sobre o aparecimento duma vontade determinada por parte da comunidade internacional em lhe pôr fim. Ouvi falar em confrontos tribais, mas ninguém explicou como é que pastores nómadas fazem bombardeamentos aéreos. Vi e ouvi diplomatas carpir mágoas pelas mortes no Darfur, mas ninguém falou nas armas e nas balas chinesas que provocam essas mortes.

Ler mais...
 
<< Início < Anterior | 1 2 3 | Seguinte > Final >>

Resultados 1 - 7 de 21
Destaques
VIII Convenção 
  Debate Aberto
Novo cartaz do Bloco
Campanhas

Cortem na Divida não nos Salários

Privatização é o fim da linha 

 

Novo folheto dos Jovens do Bloco
Publicações
Jornal gratuito - Ler em pdf
Revista Vírus n1
Plataformas
Site Esquerda
Vídeos do Bloco
© 2017 Site Distrital de Beja - Bloco de Esquerda
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.